Artigos

Os Ritmos na Orientação Profissional

Silvia Ceres (Argentina) em 27 de junho de 2006

A divisão pelas quadruplicidades, também chamadas qualidades, modalidades ou ritmos, nos oferece, em torno do círculo, um movimento caracterizado pelas diferentes percepções de um tempo subjetivo, que será rápido para os cardinais, lento para os fixos e, para os mutáveis, um eterno porvir, às vezes rápido e outras lento, de acordo com as indicações das circunstancias.

O equilíbrio dinâmico, subjacente às modalidades, pode ser captado através dos três momentos do tempo: futuro (cardinal), passado (fixo), presente (mutável). Também podemos considerar estas modalidades com relação aos três momentos ou instancias da dialética, conforme o enunciado de Hegel: afirmação (cardinal), negação (fixo), síntese (mutável).

Cardinais: São os signos iniciadores. Estão localizados nos pontos cardeais da figura zodiacal (Norte, Sul, Leste, Oeste) e correspondem ao inicio das estações. Como tal, possuem o ímpeto dos primeiros calores que nos pegam desprevenidos, com roupa inadequada e nos sufocam, ou dos primeiros frios que nos deixam encolhidos e tiritando.

Manifesta-se como uma força centrífuga que emana do centro para a periferia, orientada em direção ao querer.

A dinâmica cardinal é ativa, positiva, de manifestação enérgica, empreendedora e pujante. É mobilizada pelo desejo de atuar sobre o meio ambiente, pondo à prova a autoconfiança e a iniciativa. Demonstra independência e vontade de comando. O excesso desta qualidade pode promover um estado de inquietação constante, sempre começando novos projetos que são abandonados sem mais nem menos. É o típico personagem que gera muito alvoroço e poucos resultados.

Quando um mapa natal não apresenta planetas nesta modalidade, falta ao individuo iniciativa, confiança, espírito de aventura, carecendo de impulso e energia para empreender novos desafios.

Fixos: São signos realizadores cuja reserva de energias mantêm aquilo que foi iniciado pelos cardinais. Correspondem ao período intermediário entre as estações, quando o clima já está claramente estabelecido, de modo que, de um dia para o outro, não existem grandes mudanças nem sobressaltos e sabemos o podemos esperar, dentro de uma variação mínima.

A dinâmica fixa é passiva, negativa, orientada pelo principio de acumulação e fixação da energia. Pressupõe calma, constância, tenacidade, resistência, que pode chegar até uma obstinação notável. A preponderância de planetas nos signos desta modalidade indica indivíduos conservadores, estáveis, de hábitos e opiniões definidas, de simpatias e antipatias intensas e obstinadas.

Mudar é algo que lhes custa muito, porém, quando fazem mudanças, elas são drásticas e sem arrependimentos nem recuo.
Manifesta-se como una força centrípeta, direcionada ao centro, que tende à autoridade.
As qualidades fixas levadas ao extremo podem tornar a pessoa preguiçosa, autoindulgente, cabeça-dura, fanática, embotada e absolutamente reacionária à toda proposta de mudança ou renovação.

A ausência de planetas nesta qualidade resulta em ausência de apuro, de consistência e de continuidade. São indivíduos que despertam desconfiança por sua volatilidade e falta de solidez.

Mutáveis: São signos de síntese, de harmonização, de oscilação rítmica entre as energias cardinais e fixas. A estação já está terminando e nem o calor nem o frio são intensos e contínuos. Há una certa variação da temperatura, sem chegar a extremos.

A dinâmica mutável se guia pelo principio de nivelamento, conciliação e neutralização. Pressupõe adaptabilidade, agilidade, imparcialidade, inteligência e comunicação. São signos que tendem ao serviço e que gostam de subordinar-se a algo ou alguém, sem que isto macule sua capacidade para ser reconhecido.

Manifesta-se como um movimento constante, circular, que se inclina ao saber.

O exagero das características mutáveis apresenta perfis de pessoas inconstantes, indecisas, instáveis, incapazes de assumir uma posição e mantê-la.

A ausência de planetas nesta modalidade resulta em falta de adaptabilidade, de perspectiva frente às coisas, de compreensão quanto às possíveis opiniões a respeito dos diferentes assuntos. Estes indivíduos apresentam dificuldade para compreender que o ponto de vista condiciona quanto à realidade observada, portanto, cada realidade depende da visão do observador.

Afirma o astrólogo Charles Carter (1887 – 1968):
Podemos mencionar, como ilustração, alguns tipos sociais que se enquadram nessas qualidades.

Cardinais: Dirigentes e homens de ação, precursores, pessoas com uma meta e um propósito na vida.

Fixos: Os fazendeiros e também, em grande parte, os proprietários de negócios conservadores, estabelecidos há muito tempo atrás, que se diferenciam das pessoas cardinais que fazem crescer seus negócios. Quase todos os funcionários e demais ocupantes de cargos, especialmente aqueles que demandam o exercício de autoridade e a conservação de normas e regulamentos, ao invés de novas formas e novos meios para fazer as coisas.

Mutáveis: Todos os intermediários, agentes e comissionados; estudantes de todas as classes; inventores, escritores, editores, jornalistas; aqueles que descrevem ou comentam os atos de outros, mas para sí mesmos permanecem impessoais; filósofos e homens de ciência, literatos e artistas.”

A partir da perspectiva da orientação profissional, pode-se dizer, metaforicamente, que o ritmo cardinal corresponde ao arquétipo do caçador, o fixo ao do agricultor e o mutável ao do colhedor.

Como assinalam os antropólogos, a possibilidade de passar de um estado ao outro se contam por séculos na cultura. Em geral, todo grupo humano começa recolhendo frutos, para logo ascender à caçada, na qual implica o uso de certas armas/ferramentas, em uma instância mais elaborada, acima da agricultura, que não somente inclui o uso de ferramentas variadas mas também exige um esforço especial para observar e catalogar a realidade manifesta, seja o clima, as plantas distintas, os solos diferentes. Mais além da historia da cultura, pode-se catalogar três idiossincrasias que, certamente, geram condutas distintas.

Quem possuir predominância de planetas em signos cardinais, correspondendo ao arquétipo do caçador, que irá buscar os próprios objetivos, pautado em um espírito similar ao do guerreiro é estimulado pelo desafio.

A presença de planetas em signos fixos está ligada ao arquétipo do agricultor, relacionado com a fertilidade, a capacidade de cuidado, a perseverança e o manejar do tempo.

O arquétipo do colhedor, associado com a mutabilidade, implica em agilidade, rapidez de movimento, atitude alerta e visão rápida.

Vejamos, por meio de um exemplo, como funciona cada modalidade ante uma situação concreta. Imaginemos que o objetivo é instalar um local para realizar trabalhos de impressão e fotocópias.

O tipo cardinal buscará uma área que careça de negócios similares, será um “vanguardista”, armará una campanha publicitária chamativa a fim de atrair à “presa – cliente”. O foco se concentra em conquistar o público, ainda que para isto tenha que perder dinheiro com as ofertas.

Entretanto, o tipo fixo, concentrará seu esforço em obter qualidade no produto, tanto pela excelência do papel ou da impressão, quanto pelo correto atendimento ao cliente. Sabe que é uma estratégia de resultados lentos, porém é consciente de que a qualidade do serviço conquista, ao longo do tempo, um público fiel que não tem duvida quanto a pagar um pouco mais para receber um ótimo atendimento.

Já o tipo mutável implementará uma terceira estratégia. Percorrerá a área previamente escolhida em busca de um local o mais próximo possível, se estiver justo ao lado será ainda melhor, de quem mais clientela tem em seu mesmo ramo. Chegado o momento, abrirá as portas e esperará que algumas pessoas, clientes de seu vizinho, venham apressadas e, ao se encontrar com muitos outros clientes esperando para serem atendidos, vejam seu negócio aberto como uma alternativa de atendimento rápido. Assim “recolhe” o cliente caído como fruto da árvore. É possível que com esta mentalidade se tenham organizado as ruas ou bairros dedicados a certo tipo de negócios que se caracterizam em muitas cidades, como a rua das joalherias ou o bairro das lojas de móveis.

A partir do enfoque do tema que aqui citamos, o excesso ou a falta de determinada modalidade fornecerá informação sobre vários assuntos:

– O tempo subjetivo para sentir-se preparado a atuar, seja em uma primeira atividade profissional ou em uma reinserção. O cardinal considera que quanto antes melhor; o fixo necessita de um período prolongado para sentir-se seguro; enquanto o mutável acelerará e se tornará lento de acordo com os sinais que acredita captar das condições de contorno imediato.

– O cardinal é apto para projetar a ação, o fixo para executar, o mutável para comunicar. Uma boa equipe de trabalho se constitui com as modalidades repartidas e em equilíbrio, já que a falta de qualquer uma delas resulta em um tropeço geral. Quantos projetos fracassam por erros no desenho inicial ou por falhas na execução, por não cumprir cada etapa de maneira ordenada, embora o projeto seja excepcional? Quantos empreendimentos não alcançam suas metas por dificuldades na comunicação, seja entre os membros da equipe, seja para com o usuário?

Repassemos estas notas, a respeito do funcionamento de uma equipe, a um indivíduo que decide iniciar um projeto e a quem o astrólogo pode ajudar a tomar conhecimento das condições com as quais ele pode contar, bem como daquelas qualidades que podem faltar e que convém buscar nos sócios ou nos empregados.

Silvia Ceres é diplomada pelo Centro Astrológico de Buenos Aires (CABA), Argentina.
Desde 1995 difunde a Astrologia através do site Gente de Astrologia, GEA (www.gente-de-astrologia.com.ar), a primeira revista astrológica eletrônica, que hoje alcança quarenta e dois países.
É autora dos livros: Astrologia Infantil.La carta natal de um niño; Astrologia, trabajo y crisis, Guia para la orientación vocacional; Astrosociologia , Sincronia de los Ciclos Planetarios.

 Rio de Janeiro, 27 de junho de 2006

Proibida a reprodução parcial ou total deste artigo.